Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]



17/08/2013

Sábado, 17.08.13

Ah, que extraordinário,

Nos grandes momentos do sossego da tristeza,

Como quando alguém morre, e estamos em casa dele e todos estão quietos

O rodar de um carro na rua, ou o canto de um galo nos quintais...

Que longe da vida!

É outro mundo.

Viramo-nos para a janela, e o sol brilha lá fora

Vasto sossego plácido da natureza sem interrupções!


Alvaro de Campos

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Rotiv às 00:03


Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.





mais sobre mim

foto do autor


pesquisar

Pesquisar no Blog  

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.